Vivemos tempos de uma tremenda violência, violência entre pessoas e entre estas e a natureza. Enquanto civilização parece que nos esquecemos o que o passado histórico nos ensinou - violência apenas gera mais violência.
Vivemos tempos de opiniões fraturadas, que levam à destruição de famílias, comunidades, e até mesmo países. Tempos estes de discursos censurados e do
politicamente correto. Tempos onde somos bombardeados com um excesso de informação contraditória o que provoca um estado de medo e alerta constante. Medo esse que nos faz crer que os nossos corpos perderam subitamente a capacidade de nos manter protegidos. Existe uma sensação de segurança e conforto quando nos é possível comunicar na nossa língua materna e, atualmente, milhares de pessoas estão a ser forçadas a abandonar os seus lares para viver em países onde ninguém fala a sua língua e onde os seus direitos humanos básicos estão a ser neglicenciados. O medo torna-nos egocêntricos, recorremos à violência e criamos muros e fronteiras tanto físicas como mentais.


Chegou o momento de nos interrogarmos e decidirmos enquanto sociedade, se iremos desenvolver a tolerância, defender os direitos humanos, e pensar no planeta como o nosso último refúgio. Se iremos ser contra o racismo, xenofobia, desigualdade de gênero ou qualquer outro tipo de intolerância ou, se iremos continuar a prolongar estes traumas com indiferença, esperando para ver onde estes nos levarão?
O festival internacional de fotografia e artes visuais - Encontros da Imagem, na sua 29a edição pretende reunir através de fotografia contemporânea diferentes ideias e
perspetivas sobre a atualidade mundial como forma de abrir a discussão em torno destes assuntos. Assuntos estes que são relevantes mas fraturantes, e que podem ajudar a repensar e reconfigurar o nosso futuro!

  • Exposições

    Exposições

    Ocupando diversos espaços, nas cidades de Braga, Barcelos, Guimarães e Porto, será mostrado um conjunto diversificado de exposições, individuais e coletivas, umas em resultado do convite feito a diversos artistas, outras selecionadas a partir do Prémio Descoberta Encontros da Imagem 2019.

  • Leitura de Portefólios

    Leitura de Portefólios

    A Leitura Crítica de Portefólios, constitui um dos momentos importantes do Festival. Através de uma candidatura, artistas nacionais e internacionais, tem a possibilidade de poder mostrar os seus trabalhos presencialmente, a um conjunto de críticos (Diretores de Museus e de Festivais, Galeristas, Curadores, Editores, etc.). Este momento, permite a por um lado a visibilidade, por outro a reflexão em torno de novos projetos fotográficos.

  • Feira / Mostra de Livros de Fotografia

    Feira / Mostra de Livros de Fotografia

    Os Encontros da Imagem, acreditam na importância do livro de fotografia como um grande contributo para a evolução da história da narrativa fotográfica e parte importante do processo fotográfico contemporâneo. Assim serão promovidos, para além de um Prémio de Edição de Livro de autor, uma mostra dos melhores livros de fotografia editados em 2018, em resultado do Festival de Kassel e uma mostra/feira de livros de fotografia;

  • Conferências

    Conferências

    Em colaboração com a Universidade do Minho e com Escolas de Fotografia, serão organizadas conferências e mesas redondas, tendo como ponto de partida a temática dos Encontros deste ano “ What Now? “

  • Projeções Fotográficas

    Projeções Fotográficas

    No âmbito da sua programação, o Festival promoverá diversos momento de Projeções Fotográficas em espaços públicos e privados.
    Assim, serão organizadas três projeções distintas:

    1. os trinta melhores projetos apresentados no âmbito do Prémio Descoberta;
    2. os projetos dos dez finalistas do Prémio Emergentes;
    3. A Revolução de Veludo na Checoslováquia;
  • Ciclo de Cinema

    Ciclo de Cinema

    Em colaboração com o Cineclube de Braga, será organizado um ciclo de cinema – com a projeção de oito filmes, tendo como referência a temática “ What Now? “.

  • Serviço Educativo

    Serviço Educativo

    Desde a sua fundação, que os Encontros da Imagem têm como principal preocupação o carácter pedagógico e formativo, bem como, o incentivo à criação de novos públicos. Daí a organização de um serviço educativo, distribuído por duas grandes áreas: Visitas Guiadas; Oficinas para jovens em idade escolar, distribuídos por grupos etários.